MEDICINA LEGAL - AFOGAMENTO - ASFIXIA MECÂNICA - DIFERENÇAS ENTRE AFOGAMENTO EM ÁGUA DOCE E SALGADA. - Professor & Coach Delegado Ronaldo Entringe
Você está visualizando atualmente MEDICINA LEGAL – AFOGAMENTO – ASFIXIA MECÂNICA – DIFERENÇAS ENTRE AFOGAMENTO EM ÁGUA DOCE E SALGADA.

MEDICINA LEGAL – AFOGAMENTO – ASFIXIA MECÂNICA – DIFERENÇAS ENTRE AFOGAMENTO EM ÁGUA DOCE E SALGADA.

image_print

Olá pessoal!

Vamos tratar de um tema importante de medicina legal! 

Afogamento

Diferenças quando ocorre em água doce e salgada. 

Vejamos!

Afogamento nada mais é do que a entrada de líquido na árvore respiratória do pulmão, nos alvéolos pulmonares.

Ocorre com penetração de líquido por meio dos orifícios respiratórios da vítima, mediante uma respiração profunda, provocando hiperpnéia, provocando rotura alveolar e hemorragias subpleurais denominada de MANCHAS (EQUIMOSES) DE PALTAUF. 

 

Sinais de afogamento:

penetração de plâncton na árvore respiratória (seres vivos, animais ou vegetais, microscópicos) podendo alcançar corrente sanguínea e demais estruturas do organismos que dão a certeza que houve afogamento. 

AFOGAMENTO EM ÁGUA DOCE

 

  1. Diluição do Sangue

  2. Absorção de água pelas hemácias

  3. ruptura de hemácias (hemólise)

  4. Liberação de íon Potássio que estava concentrado nas hemácias

  5. Hiperpotassemia (excesso de Potássio no sangue circulante)

  6. Fibrilação ventricular

  7. Ocorre morte em razão da fibrilação ventricular e não por asfixia mecânica por afogamento

A entrada de água nos pulmões provoca a passagem de água para o sangue. Por sua vez, o ÁTRIO ESQUERDO receberá um sangue mais diluído.

Em resumo, a densidade de sangue do ÁTRIO ESQUERDO ficará menor do que o comparado com o sangue do ÁTRIO DIREITO, resultando em intensa HEMÓLISE DAS HEMÁCIAS e HIPERPOTASSEMIA. 

 

AFOGAMENTO EM ÁGUA SALGADA

 

Não ocorre as características acima!

Pelo fato de a água, que penetrou nos alvéolos pulmonares, ser mais salgada do que a água do sangue, por força da osmose, ocorre a passagem da água do sangue para o alvéolo pulmonar. Por sua vez, o sangue fica mais concentrado, resultando em morte por ASFIXIA MECÂNICA. 

Para chegar ao equilíbrio, o sangue do ÁTRIO ESQUERDO ficará mais concentrado do que ÁTRIO DIREITO

Considerando que o trânsito osmótico das águas é do meio mais diluído para o meio mais concentrado, visando igualar as concentrações, por meio da passagem de água do sangue mais diluído para os alvéolos, tornando o sangue mais concentrado. O ÁTRIO ESQUERDO receberá mais sangue concentrado tornando sua densidade maior do que o sangue do ÁTRIO DIREITO. 

 

  1. Não há hemodiluição (Diluição do Sangue)

  2. Não há hemólise

  3. Não há Hiperpotassemia (excesso de Potássio no sangue circulante)

  4. Não há Fibrilação ventricular

  5. Não há Morte em razão da fibrilação ventricular e não por asfixia mecânica por afogamento

 

 

 

 

ATENÇÃO: Se as densidades dos ÁTRIOS permanecerem iguais, pode-se afirmar que não houve entrada de água nos pulmões, nem diluição ou concentração do sangue, concluindo-se, portanto, que não houve afogamento.

Por ora é tudo, pessoal!

Bons Estudos! 

 

5 1 vote
Article Rating
Compartilhar:

Professor & Coach Delegado Ronaldo Entringe

O Delegado Ronaldo Entringe é um estudioso na área de preparação para Concursos Públicos - Carreiras Policiais, e certamente irá auxiliá-lo em sua jornada até a aprovação, vencendo os percalços que irão surgir nesta cruzada, sobretudo através do planejamento estratégico das matérias mais recorrentes do certame e o acompanhamento personalizado.
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x