PEÇA PRÁTICA – CONCURSO DELEGADO DE POLÍCIA DA PARÁ – 2016 – BANCA FUNCAB – PRISÃO PREVENTIVA. - Professor & Coach Delegado Ronaldo Entringe
You are currently viewing PEÇA PRÁTICA – CONCURSO DELEGADO DE POLÍCIA DA PARÁ – 2016 – BANCA FUNCAB – PRISÃO PREVENTIVA.

PEÇA PRÁTICA – CONCURSO DELEGADO DE POLÍCIA DA PARÁ – 2016 – BANCA FUNCAB – PRISÃO PREVENTIVA.

Olá, pessoal!

Trago mais uma questão de PROVA DISCURSIVA – PEÇA PRÁTICA!

Observe os comentários que irei fazer no desenrolar desta prova!

 

“Após atender a um telefonema, GUALBERTO ouve o interlocutor dizer que sequestrou seu filho e que apenas o libertará se GUALBERTO depositar a quantia de R$ 10.000,00 em determinada conta corrente.

Desconfiando de um golpe, GUALBERTO  simula que a ligação foi interrompida por insuficiência de sinal, aproveitando para rapidamente telefonar para o seu filho. Após se certificar de que estava seguro na casa da namorada e que em momento algum fora sequestrado, GUALBERTO torna a receber ligações do falso sequestrador, optando por não mais atendê-la.

Não obstante, GUALBERTO compareceu à delegacia de polícia da localidade e noticiou o fato, o que gerou um inquérito policial (portaria às fls. 02 do inquérito).

Com base nas informações repassadas, a saber, a linha telefônica usada pelo falso sequestrador para contato e conta corrente indicada para depósito, o Delegado de Polícia representou pela quebra de sigilo telefônico (fls. 15) e bancário (fls. 17).

As informações coletadas (fls. 25, 37, 43, 48, 55 e 60) e demais documentações pertinentes, revelaram que MATIAS, NEREU  e LINDOMAR, de forma estável e permanente, previamente ajustável, praticavam o golpe com regularidade. MATIAS era o responsável pelas ligações, ao passo que NEREU cedia a conta bancária para depósitos. Já LINDOMAR selecionava as vítimas que serviam de alvos para os coparticipanantes.

Assim, os envolvidos foram formalmente indiciados (fls. 70), porém não foram ouvidos, pois sabedores que eram investigados, passaram a evitar a ação do poder público, escondendo-se (o que pode ser observado nos mandados de intimação cuja entrega restou frustrada, acostada às fls. 72-74).

A investigação deixa evidente, contudo, que mesmo escondidos os envolvidos se preparavam para novos golpes (consoante informação policial de fls. 75). Saliente-se que os envolvidos – ora indiciados – souberam da investigação porque GUALBERTO divulgou o fato em uma rede social, o que gerou intenso clamor público após a repercussão da postagem em um jornal local, com protestos diários após a repercussão da postagem em um jornal local, com protestos diários pela prisão dos envolvidos (fato documentado às fls. 87).

Considerando que, na avalição do Delegado de Polícia, o feito já pode ser relatado e encaminhado ao Juízo competente; e considerando a subsunção normativa a ser dada aos comportamentos verificados (a qual dever ser explicitado pelo candidato), elabore a representação por medida cautelar pertinente ao caso apresentado.”

 

 

0 0 votes
Article Rating
Compartilhar:

Professor & Coach Delegado Ronaldo Entringe

O Delegado Ronaldo Entringe é um estudioso na área de preparação para Concursos Públicos - Carreiras Policiais, e certamente irá auxiliá-lo em sua jornada até a aprovação, vencendo os percalços que irão surgir nesta cruzada, sobretudo através do planejamento estratégico das matérias mais recorrentes do certame e o acompanhamento personalizado.
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Quer saber tudo sobre concurso?
Receba os nossos conteúdos e fique atualizado para não perder nenhuma oportunidade